quinta-feira, maio 10, 2007

Teuria dus Numaros

Antes de começar a escrever o que devo, ou me apetece, escrever, deixem-me dizer uma coisa....venho de uma reunião para os aplicadores das provas de aferição do 2º ciclo...nas instruções que temos que ler aos alunos, o texto está integralmente feito por forma a que NINGUÉM, MAS MESMO NINGUÉM, diga nem mais uma, nem menos uma sílaba...isto é dum rigor assustador! Tudo para equiparar as provas de aferição aos exames nacionais...lá estão eles a quererem ser mais papistas que o papa...bem, já agora acrescento que devemos rezar uma Avé Maria e um Pai Nosso após, ou durante, a leitura das instruções para que nenhuma criança tenha um colapso de nervos com tanta disciplina...mas também tenho que acrescentar uma coisa, por muito que me custe...é que ele há professores que não levam nada a sério, fazem tudo conforme lhes dá na gana e os miúdos que aguentem...poooor isso é que depois anda tudo a "toque de caixa" e todos são julgados pela mesma tabela! Aguenta Pacheco! Irra, Sr. Lopes!

Ora vamos lá a umas adivinhazinhas...

O Suicida




Um homem entrou numa sala e vê uma pessoa enforcada...glup! O falecido estava pendurado no tecto com uma corda à volta do pescoço. Por baixo do falecido estava uma bacia grande com água e ele estava a 1,25 m do chão (os seus pés, claro). Não havia mais mobília na sala e a parede mais próxima estava a 3,50 m de distância. Como é que o homem se enforcou?



Despedido




Um guarda-nocturno, durante o seu turno, sonhou que o avião onde o seu patrão ia viajar no dia seguinte se despenharia. No dia seguinte, de manhã, ele disse ao patrão para não viajar. As noticias desse dia infelizmente confirmaram o sonho...o patrão ficou muito agradecido mas decidiu despedir o guarda-nocturno...porquê?
Fico à espera de respostas! Fiquem bem!

5 comentários:

Nómada disse...

A tal reunião foi deveras interessante. Sei, porque também lá tinha os pés ( o resto andava sabe-se lá por onde...).

Do que mais gostei foi de um aviso escrito nas folhas de instruções: «Não procure decorar as instruções ou interpretá-las, mas antes lê-las exactamente como lhe são apresentadas ao longo deste Manual".

Extraoridinário! Este textinho é, só por si, uma poética ( ou 'poiética'?), uma verdadeira teoria da literatura, talvez com alguns conceitos da "teoria da recepção"...Tchhh!!!

Infelizmente há sempre uns engraçadinhos que aparecem nestas reuniões e que "abardinam" aquilo tudo, esquecendo a seriedade do assunto. Aparecerem lá uns versos:

"Façam provas aferidas
Ó bando de mentecaptos!
Leiam bem as instruções!
Vejam se ficam mais aptos!

Cáfila de gente burra!
Leiam tudo bem, primeiro!
Não queiram ser como o outro
a quem chamam "engenheiro".

Eu, que desci de "professor" a "aplicador", agora vou tentar não decorar o texto. E se me enganar, e em vez de dizer "Bom dia!" - me sair "Bom fim-de-semana!" , tenho de ir a correr fazer um registo de ocorrência.

Também gostei daquela dos inspectores que podem aparecer sem se identificarem. Espero que não seja um pedófilo disfarçado...

Tudo aquilo foi de ir às lágrimas. Melhor só o mail que recebi ontem, ordinário p'ra caramba. Querem que mande?

XandraFrô disse...

manda! e já tentaste encontrar as soluções das adivinhas?

Ctrl.Alt.Del disse...

Despedido: o patrão tem sempre razão e sabe de tudo primeiro; logo é inadmissível que o guarda-nocturno estivesse em posse de informações classificadas.
Despedimento com justa causa!

Enforcado: o indivíduo em questão era o guarda-nocturno; como já se viu, tem poderes sobrenaturais (de adivinhação e não só), que o levaram ao despedimento, o que muito o deve ter deprimido, pois perdeu a cobertura da sua identidade secreta.
Enforcamento com justa causa!

Me disse...

a primeira é gelo
a segunda faltou ao serviço

XandraFrô disse...

o ME tem razão...a água esta no estado sólido e foi derretendo...morte lenta...
o despedido...bem, ninguém o mandou adormecer em serviço...e ainda por cima sonhar com o patrão!!!