quinta-feira, janeiro 25, 2007

Para a próxima aula tragam oito cêntimos para pagar as fotocópias.

Um dos maiores escândalos nas escolas públicas: não há dinheiro para fotocópias. É verdade... não há dinheiro para a escola pagar fotocópias!

Mas ainda se se poupasse em tudo, não havia problema. Existem situações de austeridade, e se fosse disso que se tratasse, era compreensível. Mas a verdade é que as escolas estão a abarrotar-se de computadores, portáteis, monitores LCD nos conselhos executivos, MagicBoards (quadros electrónicos) nas salas de aula, projectores, DVDs etc...

Como é que é possível estar-se assim a “racionar” nas fotocópias, quando se gastam milhares de Euros em equipamento que, sendo bom e pedagógico, é, em comparação com as fotocópias, acessório???

Que vergonha para a escola pública! Quase todas as semanas os meus professores pedem a cada aluno da turma 8 cêntimos, 16 cêntimos, 20 cêntimos... para pagar fotocópias de aprendizagem! Quase que parece que estão a mendigar e, embora 8 cêntimos não seja grande coisa, é embaraçoso para os alunos, professores e para a Instituição-Escola, não haver dinheiro para fotocópias e haver para quadros electrónicos...

Em vez de encherem a escola de luxos e ecrãs, tenham em atenção os “bens essenciais” da escola, entre os quais as fotocópias.

1 comentário:

Ctrl.Alt.Del disse...

É no que dá a autonomia das escolas... com cortes orçamentais de 5% ao ano.

Os luxos para inglês (e comunicação social) ver (e mostrar) vêm de verbas à parte, de projectos a que as escolas concorrem.

Por este andar, os concursos mais disputados vão ser aqueles em que as escolas ganhem sabonetes e papel higiénico, não computadores e tecnologias...