sexta-feira, abril 20, 2007

Uiuitubili

Acho que toda a gente já viu isto, mas de qualquer maneira, é sempre giro...
E também é educação, logo pode-se meter aqui, n'est-ce pas?




Reaprem que o primeiro erro é do que está a filmar. Ele diz "sónia, fala www.youtube.com", quando deveria dizer "sónia, diz www.youtube.com"...

12 comentários:

XandraFrô disse...

...tadinha da senhora...que maldade...mas repara que ela diz melhor o "dáábliu" que ele...não sei o que soa pior: se um brasileiro a tentar falar inglês ou se um espanhol a pensar que fala correctamente inglês...venha o diabo e escolha...

XandraFrô disse...

o k eu gostava mesmo era saber como é que se "metem" estes "trailas" aqui no blog...

baldassare disse...

tens que copiar o embed do youtube. (é a barra de baixo do URL)
depois, na página do blogger carregas em "Edit HTML", no canto superior direito da caixa de texto.
Depois é só colar o embed e já está...

Bônoite!

Range-o-dente disse...

"Reparem que o primeiro erro é do que está a filmar"

... quando deveria escrever: reparem que o primeiro erro é cometido por quem está a filmar.

A tal coisa: ler, escrever e contar.

tssse tssse, estes amantes do "poder" ...

.

baldassare disse...

Pode-se dizer "Reparem que o primeiro erro é do que está a filmar".
"do que está a filmar" (do = de + o) como quem diz "do sujeito que está a filmar". Não cometi nenhum erro.
E já agora: quando escrever um comentário sobre gramática ou ortografia, não use onomatopeias como "tssse", que não lhe fica bem...

E eu não quero o poder para os alunos. Você já devia saber isso. Eu quero é uma escola com maior liberdade para os alunos e menos hierarquia entre professores e alunos. Quero uma escola com leis a pensar nos alunos, mas feitas pelo ME, DREs e CEs das escolas. E que os professores façam aplicar.

Educação centrada no aluno é diferente de educação feita pelos alunos. Eu defendo a primeira.

Range-o-dente disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Range-o-dente disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Range-o-dente disse...

[Desculpem a terceira tentativa, mas faltava um par de aspas].

"do que está a filmar" (do = de + o) como quem diz "do sujeito que está a filmar".

Não, "como quem diz", coisa alguma. É um puro disparate seu.

(do = de + o) é correto, mas fica por aí.

E o erro não no usos de "do". Explicando, para evitar que o Baldassare argole de novo, os erros não têm dono. Cometem-se, mas não são propriedade de quem quer que seja.

... coisas que se deviam aprender na escola, que pouco ensina. Mas, já sei, que neste caso, abalar-se-ia a "crença" de que os erros têm dono.

{Adenda]

Quando o Baldassare aponta um erro, não pode dar o flanco.

Quando o Baldassare diz que "sónia, fala" é um erro, não pode cometer outro de ainda maior monta.

Explicando (até cheirar a esturro), quando alguém aponta algo a outrem, não pode, do mesmo algo, cometer erro de maior monta ainda.

Percebe-se agora?

Nota final: Se calhar, ainda por cima, o erro inicial nem sequer existia.

.

baldassare disse...

"Sónia, fala www.youtube.com" não é um erro.
""Reparem que o primeiro erro é do que está a filmar" é um erro, pior, é uma lacuna do nosso sistema de ensino!
Coerentezinho...

"o erro do que está a filmar" subentende "do homem que está a filmar."
Se o erro está na posse do erro, tudo bem.
A verdade é que esse meu erro (acredito em si...) é um erro que se ouve todos os dias:
- O partido do Manuel é o PS (o PS não é de ninguém)
- O meu clube é o Sporting (o Sporting não é meu, é de todos os sócios)
- A minha terra (não é tua)
- O meu banco (até nos anúncios na TV)
- O erro do primeiro-ministro nesta campanha eleitoral foi...

etc... etc... etc...

Portanto, vá chatear o Camões!
(ou deverei dizer "vá aborrecer o Camões"?)

Range-o-dente disse...

Eu repito:

"Explicando (até cheirar a esturro), quando alguém aponta algo a outrem, não pode, do mesmo algo, cometer erro de maior monta ainda."

Você pode escrever em calão. Mas não pode recriminar quem escreve em calão usando ainda mais denso calão.

Se eu disser a alguém que não deve fumar porque faz mal, não devo estar, nesse momento, a fumar charuto.

baldassare disse...

De acordo.
Menos numa coisa: na parte do "ainda mais denso" calão.

Range-o-dente disse...

Se ainda não percebe, é apenas um problema seu.

Houve uma vez em que um caramelo, perante uma observação minha que não lhe convinha, respondeu em tom agastado (a que tipicamente recorrem convencidos que abona a favor deles): "não estou a perceber". E eu respondi-lhe: "mas eu fui suficientemente claro".

A gargalhada geral dali resultante teve efeitos milagrosos.