quarta-feira, abril 25, 2007

Teuria dus Numaros

É hoje! Faz hoje 33 aninhos estava toda contentinha, sem perceber népiazinha do que se estava a passar, a dizer adeus aos carros estranhissimos que passavam na avenida de roma, com resmas de pessoas atrás, com bandeiras de Portugal a esvoaçar...e o meu pai e o meu tio em cima dum carro daqueles a dizerem-me adeus...lembro-me que a minha mãe e a minha tia andavam feitas doidas a procurá-los e eu, lerdissima, ali na varanda a dizer-lhes adeus...era a Revolução, mas eu só percebi isso uns anitos depois! O pobrezinho do meu irmão é que não viu mesmo nada...ainda estava de fraldas no berço (mas já gatinhava e dizi mãããmãã e papáááá...e já passaram 33 anos...e não digo mais nada!

Já descobriram para onde foi o euro da conta do restaurante?

Então é assim:

Se o dono do restaurante fez 5,00 euros de desconto, a conta final foi de 25,00 euros.

25,00 euros dividido por 3 = 8,3333 euros para cada amigo.

Como cada um deles recebeu 1,00 euro de volta:

8, 3333 + 1,00 = 9, 3333. (aqui é que reside o busiles da questão!!!)

9,3333 x 3 = 28,00

28,00 + 2,00 ( do empregado) = 30,00.

...absurdo? Um pouco!


Hoje deixo aqui um desafio aos mais (e também menos...) prendados de maõzinhas!...não amigos, não é croché! Isso é outra história!

Quem é que tem jeitinho com a tesoura? Então vamos fazer um cravo...vermelhinho e tudo!

E se lhe tomarem o gosto podem continuar...com a técnica de origami fazem-se coisas muito giras!

Têm visto o "Prision Break"? Lembram-se do patinho de papel que o menino da tatuagem, Scoffield, deixava (na primeira série) ao lado das pessoas com quem queria falar? Era código! O máximo! É uma óptima técnica que pode dizer muita coisa...mas com bonecos de papel!

Então mãos à obra!

Bom feriado


2 comentários:

Range-o-dente disse...

Desculpem lá, mas a resposta dada ao problema do restaurante é coxa.

A forma como o problema é inicialmente exposto, inclui uma armadilha de raciocínio que é suposto ser desmontada. Isso não é feito pela presente solução.

Resumindo, face ao problema, a solução apresentada nada esclarece e remete a matemática para o campo do bruxedo.

Insisto, 27-2 ...

Range-o-dente disse...

Está aqui a resposta:

http://range-o-dente.blogspot.com/2007/05/falcia-do-restaurante.html

.xwdkdgjb