sábado, março 08, 2008

A falta de descaramento

No momento exacto em que os professores estão a ter imensas e prolongadas reuniões sobre o processo de avaliação, a ministra diz que "muitos professores não sabem do que estão a falar".
São completamente competentes para, sem nenhuma formação, avaliarem pares, mas são uns estúpidos que não percebem o que estão a ler horas a fio...

Esta afirmação é um insulto maior que qualquer lei. Insulta os professores na sua inteligência, numa tentativa de retirar legitimidade à manifestação e aos protestos dos professores. É política baixa.

Se a ministra pode insultar os professores eu também posso difamá-la e insultá-la: Maria de Lurdes Rodrigues só faz estas medidas porque detesta os professores, pois era uma péssima aluna, que já em criança bebia vinho de pacote. 'Tá bem que perdi toda a legitimidade do post, mas irra que soube bem!

4 comentários:

Ctrl.Alt.Del disse...

É mais um passo para contrariar o "clima de crispação", sinal de que a ministra escutou atentamente o recado que lhe foi dado nas ruas...

um das artes disse...

Quando nos menosprezam, indignamo-nos, quando nos ofendem uma vez, indignamo-nos,...
...mas quando nos inferiorizam e ofendem repetidamente, claro que temos que perder o respeito pelo bruto que repete tal maldade ("Com brutos não se deve lutar", já se dizia na antiga Grécia).

Sorte a da ministra (a bruta) ter como ofendidos uma classe tão bem educada, que ainda a ouve!

soledade disse...

Mas vejam como foram bem escolhidas e encaixadas, a título de ilustração do que MLR dizia (na sic notícias, por exemplo, e estou a vê-la agora), as entrevistas de rua em que os nossos colegas deram respostas mais débeis ou que, retiradas do contexto, parecem de facto contraditórias. Não será preciso grande capacidade de análise para entender a manipulação, mas já cansa tanto jogo sujo.

miteka disse...

AMEI!!
SUBSCREVO NA ÍNTEGRA!!
e acrescento:
para ser esta ministra excelente, só pode ter estudado na Independente!! :))